objetivos

Lutamos por um mundo melhor – em que não haja desigualdade humana, onde o pobre recupere o senso de cidadania e encontre na Justiça o ponto de resgate desses valores sociais. Um mundo em que o Poder Judiciário faça valer a Lei Maior, colocando os enfermos e os idosos ao abrigo das necessidades e as crianças nas escolas. Lutamos por um mundo em que consigamos equacionar uma sociedade de consumo e os recursos naturais, daí o Direito Ambiental e a tipificação de crimes contra o meio-ambiente, como uma forma de frear esse desenvolvimento irracional.

Vivemos para o progresso de um mundo em que recuperemos os princípios familiares – onde os valores éticos e morais de outrora norteiem a dignidade humana. Somos uma equipe de guerreiros do Bem, numa incansável batalha diária na busca pela Justiça. Nesse mundo cruel e frio, é na Justiça que descansa a segurança do espírito humano. É o que impulsiona o homem a não renunciar sua base moral em detrimento de caminhos mais fáceis, porém danosos. A Justiça é o porto seguro de toda uma sociedade – é o escudo protetor que impede a alma de se corromper. Desta forma, o Poder Judiciário é a nossa casa – é o guardião da sociedade – e por ele vamos lutar até o final dos nossos dias.

Nessa esteira de pensamento, lutamos pela democratização da Justiça, onde os mais necessitados tenham acesso ao Judiciário, desfrutando da mesma qualidade de serviços que os mais privilegiados, com seus interesses sob a guarda de patronos conscienciosos, dedicados, éticos e determinados.

Temos sede de Justiça – a começar pela Justiça Social. Temos consciência da função social que reveste a Dogmática Penal que nos ocupa. Assim, buscamos atender os mais necessitados com a mesma excelência de serviço que nos dedicamos aos clientes de grande porte. No campo doutrinário e científico, travamos um verdadeira luta de molde que o caráter retributivo e de vingança da pena perca espaço para o caráter educativo e ressocializador do Direito Penal.

Esses são os nossos princípios e os nossos ideais. Primamos por uma postura profissional baseada nos reais valores da vida, no conhecimento técnico e no desenvolvimento de um Direito Penal mais justo e devidamente equacionado. Lutamos por um mundo mais humano, mais ético e moral, onde possamos desfrutar o amor e o prazer de viver. Lutamos pelo Direito.